domingo, 3 de outubro de 2010

TIME > Tecnologias Interativas e Mídas na Escola.

Somos um grupo de pesquisadores, professores e gestores que concretizou o projeto Tecnologias e Mídias Interativas na Escola (TIME ): uma proposta de trabalho que buscou diminuir a distância criada pelas novas tecnologias, que parece afastar professores e alunos dentro da sala de aula. Financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em parceria com a Secretara da Educação da prefeitura municipal de Hortolândia-SP, o projeto foi desenvolvido pelo Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED) em colaboração com o Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade (Nudecri), ambos da Unicamp, que apostaram na montagem de salas multimídia e na capacitação teórica e técnica de professores, como forma de fortalecimento do ensino público.


Visite-nos! Aprecie nosso trabalho! Leia nosso livro em: 
http://www.nied.unicamp.br/livrotime/index.php 

Educomusicalização > Música, Comunicação e Educação!

Este trabalho, fruto de uma monografia de conclusão de curso em Pedagogia (TCC),
tem por objetivo evidenciar a integração musical às práticas pedagógicas artísticas
e curriculares enquanto possibilidade de  aprendizagens simultâneas e sucessivas.
Discutimos a musicalização  como veículo mediador dos processos de ensino
aprendizagem que acontecem a partir de construções dinâmicas. Falamos ainda da
desconstrução do significado musical como ferramenta de apresentações
comemorativas e preenchimento de lacunas de planejamento. A arte assim como a
ciência representa atividades humanas que requerem criatividade, ação, reação e
reflexão e possuem valores e significados que delineiam a formação complexa
humana. É caracterizada pela criação, habilidade, capacidade, imaginação,
sentimentos dentre outros fatores coexistentes. Evidencia a integração do homem
em corpo, mente e espírito, diferente da ciência que privilegia o intelecto racional.
Dessa forma é imprescindível sua admissão para facilitar meios que tornem os
alunos autores da própria história. É na releitura, na (re)construção que o
pensamento torna–se flexível tornando–se acessível aos diversos aprendizados
propostos, à promoção do desenvolvimento afetivo e à construção de valores
humanos. Musicalizar na escola é um modo de estabelecer conexões entre ideias e
habilidades pela expressão  de conhecimentos e sentimentos em forma de sons,
gestos e movimentos entrelaçados aos interesses pedagógicos e ao
desenvolvimento correspondente às propostas pedagógicas. Convite a desorganizar
a educação da repetição e da imitação, edificar a educação de valores, conceitos e
atitudes em que valoriza as potências criativas. A música, no entanto, representa
uma receita descritiva das possibilidades humanas em suas complexidades
vivenciadas pela resistência, flexibilidade, angústia, medo, fracasso, vitória, choro,
riso, alegrias e persistências, crença, ser e estar fazendo das conquistas méritos de
esforços e liberdade em perspectivas criativas.  

Ver trabalho completo em:

http://www.google.com.br/search?hl=&q=educomusicaliza%C3%A7%C3%A3o&sourceid=navclient-ff&rlz=1B3GGLL_pt-BRBR389BR390&ie=UTF-8

Confiram!!!

domingo, 2 de maio de 2010

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Mãe...Amor Maior!


Deus costuma usar a solidão para nos ensinar sobre a convivência.

Às vezes, usa a raiva para que possamos compreender o infinito valor da paz.

Outras vezes usa o tédio, quando quer nos mostrar a importância da aventura e do abandono.

Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar sobre a responsabilidade do que dizemos.

Às vezes usa o cansaço, para que possamos compreender o valor do despertar.

Outras vezes usa a doença, quando quer nos mostrar a importância da saúde.

Deus costuma usar o fogo, para nos ensinar a andar sobre a água.

Às vezes, usa a terra, para que possamos compreender o valor do ar.

Outras vezes usa a morte, quando quer nos mostrar a importância da vida!

*
*
*
Mãe que medooo eu senti...
Medo de que os momentos tornassem apenas lembranças eternizadas...
Medo de Deus tirá-la de mim... meu único e forte amparo!!
Medo de você deixar-me aqui descontente em meio a coisas fúteis, em eterno suplício!
Medo da solidão da vida, do vazio!!
Medo de ter vencido o tempo de estarmos juntas...
Medo de que sua vida fosse estacionar na última esquina...
Me senti pequena, tão pequena que era incapaz de reagir aos malditos medos!!
Eles me assombraram, me torturaram...
Nada mais importava... Perdi meus encantos...Eu só queria você "de volta".
Meu sorriso quebrou-se em mil lembranças...
Meu futuro estava mais incerto do que nunca...
Passamos por vales de altas árvores sombrias em caminhos de labirinto...Que angústia!
Nossas fotos, uma doce música, ou simplesmente seu cheiro nessa casa vazia me fazia chorar...
Chorar por não ter ninguém e estar prestes a perder meu único e adorável alguém: você!
Mãe a essência da tua vida é o que embeleza meus dias...
Minha adorada Mãe, a única certeza que eu tinha era de que sempre tentei fazer o melhor para e por você, mesmo assim eu estava convencida de que poderia ser/fazer mais...
Grande e preciosa oportunidade tê-la de volta aqui junto a mim...
Não me canso de beijá-la, abraçá-la, dizer que a amo!
Mãe, minha adorada mãe... anjos nem sempre têm asas!!
Te Amooo!
♫ Cris Farias ♫

Pensamentos... Porque eu Amoo Ensinar!

"De tudo na vida,ficaram três coisas:
A certeza de que estamos sempre começando;
A certeza de que precisamos continuar;
A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar.
Portanto, devemos:
Fazer da interrupção um caminho novo;
Da queda, um passo de dança;
Do medo, uma escada;
Do sonho, uma ponte."
Fernando Sabino.
*
*
"Educação não se faz só de sonhos, mas sim de atitudes, porém, não há educação se não houver sonhos."
Cris Farias
"Educação é aquilo que fica depois que você esquece o que a escola ensinou."
"A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida."

Ofício de Mestre...



"O estudo da gramática não faz poetas. O estudo da harmonia não faz compositores. O estudo da psicologia não faz pessoas equilibradas. O estudo das "ciências da educação" não faz educadores. Educadores não podem ser produzidos. Educadores nascem. O que se pode fazer é ajudá-los a nascer. Para isso eu falo e escrevo: para que eles tenham coragem de nascer. Quero educar os educadores. E isso me dá grande prazer porque não existe coisa mais importante que educar. Pela educação o indivíduo se torna mais apto para viver: aprende a pensar e a resolver os problemas práticos da vida. Pela educação ele se torna mais sensível e mais rico interiormente, o que faz dele uma pessoa mais bonita, mais feliz e mais capaz de conviver com os outros. A maioria dos problemas da sociedade se resolveria se os indivíduos tivessem aprendido a pensar." (Rúbem Alves)
*
*
*
Pensamos que:
A educação precisa de milhões de professores que vão além dos conhecimentos científicos, que atingem a base de sustentação humana - o amor, a fé, a esperança, a amizade, a solidariedade...
Professores que como diz Arroyo entendem a humanidade antes da profissão!!!
Professores que nos cativam, que nos convencem que podemos melhorar sempre e concomitantemente tornam-se melhores!!!
Professores que dão luz... que nos oferecem asas e acreditam no voô...que aguçam a vontade de conhecer as manhas e as manhãs, o sabor das massas e das maças...
Professores que duvidam, que confiam, que vivificam/iluminam, que compartilham conquistas, que dão broncas, mas que também abraçam...
Professores gente, humanos... seres incríveis!!!
Podemos então entender o que é EDUCAÇÃO!!
♫ Cris Farias ♫
*
*P.S. - Para todos os mestres em especial para minha amiga, eterna professora/orientadora Maria de Fátima Garcia!

Minha TV tudo vê e eu o que vejo?!!!



A minha TV não se conteve, atrevida,passou a ter vida olhando pra mim, assistindo a todos os meus segredos,minhas parcerias, dúvidas, medos.
Minha tv não obedece.
Não quer mais passar novela, sonha um dia em ser janela, não quer mais ficar no ar.
Não quer papo com a antena, nem saber se vale a pena ver de novo tudo que já vi...
A minha TV não se esquece nem do preço, nem da prece que faço pra mesma funcionar.
Me disse que se rende à internet, em suma, não se submete a nada pra me informar.
Não quis mais saber de festa, não pensou em ser honesta funcionando quando precisei a noticia que esperava consegui na madrugada num siteflickr-blog-fotolog que acessei.
A minha TV tá louca, me mandou calar a boca e não tirar a bunda do sofá, mas eu sou facinho de marré-de-si, se a maré subir, eu vou me levantar.
Triste fico seriado, um bocado magoado sem saber o que será de mim...
Ela não sap quem eu sou,ela não fala a minha língua.
Enquanto pessoas perguntam porque, outras pessoas perguntam porque não...
Até porque não acredito no que é dito, no que é visto!!
Ter acesso é poder e o poder é a informação!!!
Qualquer palavra satisfaz a garota, o rapaz...
E paz, quem traz, tanto faz?
O valor é temporário, o amor imaginário...
Um minuto de silêncio é o minuto reservado de murmúrio, de anestesia.
O sistema é nervoso e te acalmam com a programação do dia!
A vida ingrata de quem acha que é noticia, de quem acha que é momento...
Na tua tela, quer ensinar fazer comida uma nação que as vezes não tem ovo para por na panela!
Protesto! Protestar a quem?? Se eu mesmo estou preso a minha tv?? Sentindo sentimentos que não são meus, vivendo alegrias e dores alheias... vida platônica e enlouquecedora!
Num passado remoto perdi meu controle!!!
Era a vida em preto-e-branco.Quase nunca colorida, reprisando coisas que não fiz....Finalmente se acabando feito longa, feito curta,que termina com final feliz.
Ela não sap quem eu sou,ela não fala a minha língua...Não sei se eu assisto a tv ou ela me assisti todos os dias...
Fazendo das utopias minha única alegria...
Olha meu amigo cuidado... sua tv te vê e você não vê a vida passar!!!
Enquanto a tv sonha em ser janela talvez eu sonhe em ser tv!!!
(Autor desconhecido)
*
*
*
Educadores/ Leitores...
Paulo Freire in Gaia (2001 p. 19) diz que “(...) o ato de ensinar deve ser sobretudo uma comunicação, um diálogo, considerando que não é transferência de saber, mas um encontro de sujeitos interlocutores que buscam a significação dos significados.”
Através do Projeto Time (Tecnologias Interativas e Mídias na Escola) aprendemos que a educação pode integrar os meios tecnológicos e midiáticos, como forma de aproximação dos interesses dos alunos, para que o processo de ensino aprendizagem seja rico, completo e estimulante. Gómez (1998 apud Citelli 2000, p.23) sustenta a prática desse trabalho dizendo:
"(...) é preciso, antes de mais nada, repensar a educação. Repensar a educação e repensá-la a partir dos próprios educandos e, a partir daí, pensar um novo desenho do processo educativo e verificar para que pode servir a tecnologia.”
O importante desse aprendizado foi que nos conscientizamos da necessidade de ensinar aos nossos educandos a buscar a significação de significados a partir de olhares que vão além das mensagens explícitas e dos beneficios propagados...
Não queremos que a Tv nos assista nós é quem devo assisti-la, quando queremos ou podemos e analisar, refletir, criticar sobre suas transmissões...
Não queremos alunos passivos, que engolem tudo como se fosse verdade... como se existisse uma só verdade!
Quem somos nós diante da TV? Ninguém? Ela nos dita as regras?
Queremos alunos que se manifestem, que saibam ler as entrelinhas, que entendam as mensagens subjacentes e façam uso benéfico desses mágicos recursos que invadiram nosso mundinhooo!!!
Vamos pensar nisso... o que ensinar sobre as mídias e tecnologias, porque e para que ensinar!!!!
Mãos a obra!!!
*
*
Referências:
CITELLI, Adilson. Educação e mudanças: Novos modos de conhecer. In: CITELLI, Adilson. Outras Linguagens na Escola. São Paulo: Cortez. 2000.
GAIA, Rossana Viana. Educomunicação e mídias. Maceió: Edufal, 2001.